Os pequenos grandes heróis

O ano de 2020 nunca será esquecido na história mundial. A Pandemia na qual vivemos revelou a identidade dos verdadeiros heróis da humanidade. Super-heróis e super-heroínas que usam máscaras por necessidade, que lutam incansavelmente para combater o vilão intitulado Novo Coronavírus.

Vivemos um processo de ressignificação. Nossos olhares e agradecimentos estão por todos aqueles que estão na linha de frente; contudo a vida não acontece apenas do lado de fora do muro de nossas casas. Nossos olhares devem perceber a vida numa dinâmica ascendente que vem se revelando dentro de nossos lares. A família é o grupo social que temos de lidar durante 24 horas por dia, sem intervalos. 

Como nós, adultos, estamos vivendo com esta situação? Vejo que estamos em um caos, bombardeados por sentimentos.

A receita para esta desordem emocional é exercer a resiliência. Você pode encontrá-la em qualquer indivíduo com menos de 12 anos. A posologia se restringe a copiar as atitudes destes mestres da sabedoria.  Quem está passando a quarentena com crianças na mesma casa pode fazer um upgrade de persona

As crianças lidam com o novo como ninguém. Elas aceitam as situações da forma que lhe aparecem. Para elas, o que importa não é o que se fala e sim quem fala. O mais importante não é a guerra travada contra o vírus, mas se sentirem protegidas e amadas pelos pais. O que vale é olhar para o lado e ver a mãe fazendo um bolo de chocolate, o pai lendo uma  história de ninar, os irmãos juntos correndo pelos corredores da casa, construindo acampamentos e jogando bola. A vida para nossos filhos se faz pelos sorrisos e pelas coisas simples. 

Os pequenos gênios aceitam ficar em casa, lidar com o estresse dos pais, não comemorar o aniversário na presença dos amigos, a darem somente uma volta de carro e olharem o mundo por uma janela.

Estes são os nossos pequenos grandes heróis! Professores da vida!

Peço permissão para retificar o início do texto: os super-heróis e as super-heroínas da vida real são aqueles que têm menos idade cronológica do que nós adultos. Nossos filhos possuem uma grandeza humana genuína e admirável.

Adultos, aprendam a ter resiliência assim como as crianças nos ensinam! E digo não como um conselho, mas como uma ordem!

Mariana Gambine

2 comentários em “Os pequenos grandes heróis”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *